SEPSE 3.0

1 Posts Voltar para Home

SEPSE 3.0 – Vantagens e limitações das novas definições

Em 1991, após uma conferência entre especialistas, foram estabelecidas as primeiras definições para a sepse, considerando esta condição como uma síndrome inflamatória sistêmica associada a um foco infeccioso, conforme descrito no Quadro 1. No que diz respeito à elevada sensibilidade e relativa inespecificidade desses critérios, até o momento, não se dispõe de marcadores clínicos ou biológicos que possam efetivamente diagnosticar sepse com acurácia bastante elevada. Em 2001, uma nova rodada de definições foi realizada, porém sem modificar efetivamente o conhecimento e a conceituação da sepse, mantendo-se assim os critérios da síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SIRS).

Navigate